Na casca de uma caracol simplesmente lunática... <p> <p> Qualquer semelhança com a realidade é um simples delírio...
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2006
Chuva

A chuva cai apressadamente sobre a estrada.
Os carros rasgam as suas gotas, e o vento embala as suas lágrimas.
Por cá, o frio abriga-se entre as àrvores e o sol afasta-se, deixando-se levar pelas ladainhas do mau tempo.
Dos candeeiros acesos escorrem pequenas gotas iluminadas, que esmorecem no chão já sem cor, graça ou vida.
Não se vê vida para além do ritmo da chuva ou do metal de quatro rodas.
Apenas se vê o vazio e as lembranças de um passado.


sinto-me:

publicado por Caracol às 22:05
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Betty a 25 de Outubro de 2006 às 00:19
Olá Caracol

Obrigada pela tua visita e palavras. Volta sempre:))

Não, não me é nada "doloroso" o Outono é a estação que eu mais gosto - pela mudança - pela cor, tem matizes únicos - e a nostalgia - essa que me inspira e me leva para mais perto da natureza - é um poema de reflexão e não um poema triste:))

Agora vou dar um passeio pela tua "casa" e ficar a conhecer alguns cantinhos:)) Posso?

Com toda a certeza que voltarei:)

Beijinhos
BoaSemana


Comentar post

Este caracol
pesquisar
 
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Caracoladas recentes

Sad StormBrain

Eu Vivo

Up-date

Insónia

Para ti que me vês (,) am...

Uma tristeza, apenas

Já começou o Inverno

Arquivos encaracolados

Novembro 2006

Outubro 2006

tags

caracoladas

Histórias do Caracolinho

caracol no espeto

Caracóis amargos

todas as tags

Outros caracóis
Divirta-se com o Sapo
blogs SAPO
subscrever feeds